Faculdade Asces
Projetos de Extensão - Saúde

Projeto

1. ASA BRANCA

Coordenador (a)

Prof. Daniele Lago e José Paulo

Atividades realizadas

O Projeto visa prevenir, diagnosticar, tratar e preservar pacientes portadores de lesões cancerizáveis ou malignas. Tem como objetivos específicos: Promover ações educativas,busca-ativa e de popularização do auto-exame da boca; Servir de fonte para conhecimentos científicos aos alunos de graduação e pós-graduação, tornando-os profissionais mais humanizados e comprometidos com a realidade local e nacional; Manter cursos de qualificação para profissionais atuantes no Sistema Único de Saúde (SUS); Levantar dados para realização de pesquisas científicas.

 

Projeto

2. ÁGUAS DO AGRESTE

Coordenador (a)

Professor Responsável: Agenor Tavares Jácome Júnior

Descrição

 

Trata-se de um projeto sócio-educacional iniciado em 2008 que visa a promoção da saúde em escolas de nível fundamental do Agreste pernambucano. Além disso, também avalia a qualidade dos alimentos, condições ambientais e higiênico sanitárias dos locais visitados. A ação intersetorial envolve a Faculdade Asces, Vigilância Sanitária, Secretarias Municipais de Educação e Saúde dos municípios do Agreste pernambucano.O Projeto conta com a participação de alunos dos cursos de Biomedicina, Farmácia, Engenharia Ambiental e Odontologia que visitam as escolas explicitando os objetivos do projeto e solicitando autorização para análise. Com a permissão da direção, os discentes colhem uma amostra de água e/ou alimentos utilizados na merenda escolar para analisar a presença do grupo coliformes e da bactéria Pseudomonasaeruginosa, com o compromisso de manter em sigilo a identidade da escola.Os laudos são entregues durante visita dos alunos, que promovem peças teatrais e distribuem panfletos educativos com esclarecimentos sobre os resultados obtidos, visando orientar e sugerir medidas preventivas e corretivas das contaminações observadas.

 

Projeto

3. ASCES SUSTENTÁVEL

Coordenador (a)

Professor Responsável: Agenor Tavares Jácome Júnior

Atividades realizadas

Desenvolver ações de sustentabilidade com o intuito de tornar público as ações de sustentabilidade planejadas e desenvolvidas pela Faculdade, influenciar a comunidade e contribuir com o conselho municipal de meio ambiente

 

Projeto

4. ART- TRATAMENTO RESTAURADOR ATRAUMÁTICO

Coordenador (a)

Professor Responsável: Angéllica Leite e Renata Cabral

Descrição

Visa à prevenção e a promoção de saúde bucal, através de uma proposta alternativa de tratamento da doença cárie em locais onde o tratamento convencional é difícil ou não pode ser executado. Tem como objetivos específicos: 1. Desenvolvimento de atividades de prevenção e de promoção de saúde bucal; 2.Desenvolvimento pelos alunos de atividades educativas diversificadas sobre higiene bucal, como: peças teatrais com fantoches ou mamulengos, palestras, álbum seriado, uso de macromodelos, apresentação de DVD; 3.Utilização de medidas alternativas de higiene bucal, orientando os alunos à confecção de “escovas ecológicas”, porta-escova alternativo, e a obtenção da raspa do juá como alternativa ao dentifrício; medidas, estas, que são orientadas aos alunos através de oficinas; 4.Orientação sobre higiene bucal a professores, gerentes de Instituições, ou seja, responsáveis diretos pelos locais onde as atividades são realizadas (escolas), para que os mesmos possam funcionar como agentes multiplicadores, continuando as orientações realizadas; 5.Distribuição de kits de higiene bucal; 6.Realização semanal da Higiene Bucal Supervisionada (HBS); 7.Realização de Aplicações Tópicas de Flúor (ATF), retornando semestralmente; 8.Finalmente, lesões de cárie são restauradas pela Técnica do Tratamento Restaurador Atraumático na própria Escola Municipal ou outro espaço cedido pela comunidade, quando da realização da atividade curativa em comunidades da ESF do Município.

 

Projeto

5. CENTRO DE INFORMAÇÕES SOBRE PLANTAS MEDICINAIS (CIPLAM)

Coordenador (a)

Professor Responsável: Arquimedes F. M. de Melo

Atividades realizadas

Treinamento dos plantonistas, Produção de 171 monografias, Tele atendimentos, Página no Facebook, Oficina (Combate à hipertensão), promovido pela comissão de Biossegurança da Faculdade ASCES) e participação no Dia do Trabalhador.

 

Projeto

6. CIDADANIA NÃO SE APOSENTA

(multidisciplinar: enfermagem, fisioterapia e serviço social)

Coordenador (a)

Professor Responsável: Ladjane Araújo, Natália Ferraz e Fernanda Luma

Atividades realizadas

A proposta é promover o envelhecimento saudável e ativo, realizando atividades de lazer e de prevenção na saúde com idosos acima de 60 anos. A ideia é que o projeto envolva ações motoras, cognitivas, psicossociais e lúdicas promovendo a cidadania dos indivíduos na terceira idade. Isto é promovido através de atividades de avaliação e orientação sobre saúde bucal, indicação sobre cuidados e higienização de próteses, verificação de lesões, dicas para Motricidade, equilíbrio, avaliação postural, atividades de lazer e aulas de dança, esclarecimentos sobre o Estatuto do Idoso, orientações sobre saúde, prevenção de doenças, direitos dentro da política nacional de idosos e aferição de pressão quando necessário.

 

Projeto

7. DOAÇÃO E AÇÃO

Coordenador (a)

Professor Responsável: Fabrício Andrade e Sibele Ribeiro

Atividades realizadas

O Projeto realiza atividades relacionados a ações extencionistas ligadas às áreas de doação de sangue, doação de medula óssea, doação de órgãos e doação de cordão umbilical, seja através da realização de campanhas, cursos de sensibilização, palestras, mesas redondas, dentre outras que estejam ligadas ao tema proposto, visando a conscientização, sensibilização e estímulo à doação. O projeto envolve estudantes dos cursos de Enfermagem, Biomedicina e Fisioterapia da Faculdade Asces.

 

Projeto

8.  FACULDADE AMIGA DA CRIANÇA

Coordenador (a)

Professor Responsável: Nayale Lucinda Andrade Albuquerque, Raquel Bezerra dos Santos e VanessaJuvino de Sousa

Atividades realizadas

Envolver a comunidade acadêmica numa assistência multidisciplinar integrada promovendo ações de promoção à saúde em consonância com o Programa de Humanização do Pré-Natal, Parto e Nascimento. Objetivos Específicos: Proporcionar conhecimento sobre os cuidados com a criança desde o período neonatal até o segundo ano de vida; Oferecer orientações e apoio à mãe e família sobre a alimentação infantil;Desenvolver ações preventivas acerca da saúde bucal; Realizar atividade educativa na atenção ao pré-natal e ao binômio mãe-filho; Estimular a responsabilidade social aos estudantes de enfermagem e odontologia; Desenvolver projetos de pesquisa utilizando dados das gestantes, puérperas e crianças do serviço de saúde seguindo normas do Comitê de Ética/Resolução 196/96 MS; Elaborar dez passos para o apoio ao aleitamento materno em ambientes universitários; Implantar uma sala de apoio ao aleitamento materno para uso das acadêmicas e funcionárias em processo de amamentação; Propor uma ação permanente de apoio à doação de vidros para bancos de leite do estado, realizando campanhas em diversos cenários de atuação do acadêmico; Criar protocolos de atendimento ao trinômio mãe e filho\ família na área de alimentação infantil e amamentação.

 

Projeto

9. FARMACÊUTICOS DO FUTURO

Coordenador (a)

Prof. Carlos Henrique Tabosa Pereira da Silva.

Atividades realizadas

Apresentar aos alunos de ensino médio as diversas áreas de atuação do Farmacêutico e despertar o interesse pela profissão e a sua importância no contexto da saúde. Objetivos Específicos:  Demonstrar a importância do Farmacêutico como profissional de saúde;

Descrever todas as atividades do profissional farmacêutico; Mostrar o dia-a-dia profissional nas diversas áreas de atuação; Esclarecer as dúvidas mais comuns recorrentes à profissão farmacêutica; 
Desmistificar o mito de que a disciplina de Química é aterrorizante; Interagir com os estudantes de ensino médio para despertar o interesse daqueles que se identificarem com o curso

 

Projeto

10. CIDADANIA NÃO SE APOSENTA

Professores/as Envolvidos/as

Ladjane Araújo, Natália Ferraz e Fernanda Luma

Atividades realizadas

O Projeto visa promover o envelhecimento saudável e ativo, realizando atividades de lazer e de prevenção na saúde com idosos acima de 60 anos. O projeto desenvolve ações motoras, cognitivas, psicossociais e lúdicas promovendo a cidadania dos indivíduos na terceira idade, quais sejam: atividades de avaliação e orientação sobre saúde bucal, indicação sobre cuidados e higienização de próteses, verificação de lesões, dicas para Motricidade, equilíbrio, avaliação postural, atividades de lazer e aulas de dança, esclarecimentos sobre o Estatuto do Idoso, orientações sobre saúde, prevenção de doenças, direitos dentro da política nacional de idosos.

 

Projeto

11. GEPLAN BUCAL

(multidisciplinar: odontologia, saúde coletiva e administração)

Coordenador (a)

Professor Responsável: José Eudes de Lorena Sobrinho

Descrição

Integrar os estudantes dos cursos de graduação em Odontologia, Saúde Coletiva e Administração Pública da Faculdade Asces no desenvolvimento de ações relacionadas à epidemiologia, planejamento e gestão pública da política de Saúde Bucal. Proporcionar aos estudantes extensionistas ações que fomentem o aprendizado em situações-problemas que extrapole os limites da sala de aula convencional, além de promover a interação estudantes – comunidade – profissionais e estimular o diálogo e a troca de experiências. Dessa forma, levando a Instituição de Ensino Superior à população para que esta faça parte do processo de desenvolvimento científico-social como elemento ativo e atuante. Diversos grupos comunitários como escolas municipais, empresas, instituições de longa permanência, bairros, grupos religiosos dentre outros, poderão ser selecionados para a execução do projeto.

 

Projeto

12. HIPERVIDA: CUIDANDO DE SEU CORAÇÃO

(multidisciplinar: biomedicina e fisioterapia)

Coordenador (a)

Prof. Suélem Barros de Lorena e Pedro Pereira Tenório

Atividades realizadas

O projeto tem a finalidade de desenvolver trabalhos educativos, relacionados aos cuidados cardiovasculares, com o corpo de funcionários da Associação Caruaruense de Ensino Superior (Faculdade ASCES). Identifica-se aspectos do estilo de vida dos sujeitos que tenham relação com os fatores predisponentes às doenças cardiovasculares, em especial a hipertensão arterial sistêmica (HAS), com vistas a sensibilizar a população para o desenvolvimento de estratégias de autocuidado no que compete aos fatores de cunho modificáveis. São realizadas visitas aos setores de trabalho da Faculdade ASCES, para realização de atividades educativas como teatro, palestras, álbum seriado, cartazes, panfletos, dentre outras, na orientação direcionada aos cuidados cardiovasculares. e promoção da saúde.

 

Projeto

13. HOMEM COM ATITUDE SABE PREVENIR

Coordenador (a)

Professor Responsável: Samira Almeida Mota

Descrição

Baseado no princípio da orientação a população masculina, aos familiares e à comunidade sobre a promoção , a prevenção, a proteção das enfermidades do homem que trata a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH) o projeto estimula a mudança na percepção da população masculina em relação ao cuidado com a sua saúde e da sua família a partir de um diagnóstico da situação de saúde da população-alvo. São realizadas atividades de Educação em Saúde para sensibilizar os agravos e estimular o auto-cuidado, promove-se fortalecimento do vínculo comunidade – equipe – faculdade. O projeto acompanha os funcionários homens da faculdade Asces e também de comunidades participantes da Estratégia de Saúde da Família do município.

 

Projeto

14. Informação

Coordenador (a)

Professor Responsável: FRANCISCO SANTOS

Descrição

Utilizando-se do direito de acesso a informação com base na Lei de Acesso a Informação (BRASIL, 2011) que fomenta mudança na cultura de transparência e busca promover aumento do controle social sobre a administração pública, o projeto promove, sobretudo dos professores e estudantes do Ensino Médio do município de Caruaru – PE, o acesso às informações que podem levar a um maior controle social sobre as ações públicas. São discutidos temas como Cidadania e Participação Social, oficinas sobre a utilizaçãodos programas que trazem os indicadores contábeis da administração pública, analisar os indicadores sociais (saúde, educação, por exemplo) a partir do olhar sobre os impactos das despesas públicas em cada área, fiscalização dos gastos públicos e os impactos dos gastos públicos.

 

Projeto

15. MESTRES DO SORRISO

(multidisciplinar: enfermagem e odontologia)

Coordenador (a)

Professor Responsável: renatacabral e angéllica leite

Professor colaborador: marília cruz Guerra

Descrição

Com visão interdisciplinar, integra alunos dos cursos de Odontologia, de Enfermagem e Fisioterapia cujo objetivo é o desenvolvimento de atividades lúdicas junto a crianças hospitalizadas, ajudando-os a enfrentar a tensão desencadeada pela enfermidade e internação hospitalar. Importante ainda é destacar que além dessas atividades, o Projeto tem caráter educacional, levando orientações sobre saúde geral e bucal. Objetivos Específicos: uma vez que o perfil profissional extrapola a formação técnico-científica e preocupa-se numa visão holística com os aspectos sócio-humanos, os “Mestres do Sorriso” além do aporte de promoção da saúde integra estudantes, acompanhantes e pacientes hospitalizados, humanizando-os e educando-os, minimizando as tensões inerentes ao ambiente nosocomial. 

 

Projeto

16. PLANTAS MEDICINAIS NA ATENÇÃO BÁSICA A SAÚDE

Coordenador (a)

Professor Responsável: Arquimedes Melo e RisonildoCordeiro

Atividades realizadas

Desenvolver o plantio de uma horta medicinal na ASCES, que dará origem a várias hortas em entidades como escolas e centros comunitários. Objetivos Específicos: Utilizar a cultura popular como meio de informação para estudos técnico-científicos das plantas medicinais mais utilizadas pela população de Caruaru; Conscientizar os alunos de graduação da utilização de plantas medicinais, em grande escala, na atenção primária a saúde; Promover a troca de conhecimentos entre a comunidade e a academia; Despertar nos alunos de graduação a importância do cultivo de plantas medicinais como alternativa terapêutica.

 

Projeto

17. PRATICANDO CIÊNCIA

Coordenador (a)

Profª. RENATA DE VASCONCELOS

Atividades realizadas

Acreditando na importância da formação e consolidação de uma cultura científica em nossa sociedade, em especial do corpo humano, aquele vivo, que nos pertence, a forma como ele se percebe e interage com o mundo que o rodeia, este projeto desenvolve na instituição (intra-classe e extra-classe) a popularização da ciência, tornando-a instigante, de maneira a inserir o visitante, de várias faixas etárias, na exploração e experimentação, em especial dos órgãos dos sentidos, de funções vitais, seus ritmos biológicos para revelar e ampliar sua consciência corporal e bio-socio-eco-tecnológica. Sempre de maneira interativa, lúdica, informal e contextualizada, distinta da escolar, identificando, sem preocupação com conceitos específicos, que a ciência está no dia-a-dia e a seu alcance. Apresentar a ciência de maneira lúdica e como esta está presente no dia-a-dia. Incentivar a pesquisa científica aos alunos de ensino médio ou fundamental ao mesmo tempo em que possibilita aos alunos dos cursos de saúde de graduação da ASCES treinar a prática didática. O Projeto Praticando Ciência tem caráter investigativo e de divulgação científica. Os estudantes vivenciam as experiências em laboratórios de Farmácia (onde aprendem a fazer sabão e perfume), de Histologia, de Anatomia Humana, de Microbiologia. O "dizer, mostrar, fazer" é constantemente estimulado pelos monitores.

 

Projeto

18. PRATICANDO PILATES

Coordenador (a)

Professor Responsável: YUMIE OKUYAMA DA SILVA GAUTO

Descrição

Oferecer à comunidade uma opção de atividade física segura voltada para promoção de saúde proporcionando aos alunos o estudo interdisciplinar do método ligando a teoria à prática.

 

Projeto

19. PRÁTICA E TREINAMENTO ESPORTIVO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS.

Coordenador (a)

Professor Responsável: MARCOS TULIO DE SÁ

CINARA KARINA BEZERRA E SILVA

Atividades realizadas

Democratizar e universalizar o acesso ao esporte e ao lazer, na perspectiva da melhoria da qualidade de vida do universo de pessoas com deficiência. Objetivos Específicos: Fomentar a prática do esporte assegurando seu acesso e o desenvolvimento científico-tecnológico a ele inerente; Incentivar o desenvolvimento de talentos esportivos em potencial e aprimorar o desempenho de atletas paraolímpicos, promovendo a democratização dessa manifestação esportiva. praticaAs condutas são realizadas na Clínica Escola respeitando sempre o limiar de dor e o condicionamento cardiorespiratório da cada atleta. Utilizamos as mais diversas técnicas e recursos fisioterapêuticos, como: alongamentos, mobilizações, massoterapia, eletroterapia (TENS, LASER, ultrassom, corrente interferencial), exercícios de fortalecimento muscular que variavam com a utilização de halter, faixas elásticas e caneleiras, dissociação de cinturas, treino de equilíbrio com auxílio da bola terapêutica, na cama elástica/disco proprioceptivo e pliometria, além de atividades semelhantes aos movimentos realizados na prática esportiva de cada atleta. Os exercícios eram direcionados de acordo com a necessidade e as queixas álgicas apontadas por cada atleta.

Nas atividades realizadas no campo de treinamento observamos e vivenciamos a técnica individual da prática desportiva de cada atleta, seja de arremesso ou de corrida. 

Sabe-se que a Fisioterapia tem como objetivos prevenir lesões, manter e/ou melhorar a performance dos paratletas. Mas, também, tem como meta aperfeiçoar o conhecimento dos alunos que participam deste projeto. Assim, realizamos grupos de estudos e elaboração de trabalhos acadêmicos. No semestre passado foi aprovado e apresentado um trabalho nosso no Congresso Internacional de Fisioterapia, ocorrido no período de 13 a 16 de setembro em Natal-RN, intitulado “Resultados Fisioterapêuticos no Projeto de Extensão Prática e Treinamento Esportivo para Pessoas com Deficiências”. 

 

Projeto

20. PREVENÇÃO DO CÂNCER DE COLO UTERINO

(multidisciplinar: biomedicina e enfermagem)

Coordenador (a)

Professor Responsável: Adrya Peres

Professor(es) colaborador(es): Djair Lima

Atividades realizadas

Desenvolver estratégias para levar a comunidade informações relacionadas à prevenção do câncer de colo uterino, criando uma interação faculdade-sociedade, inserindo neste contexto a importância da prevenção do câncer do colo uterino. Objetivos Específicos: Realizar encontros ou participar de eventos específicos, demonstrando à sociedade a importância da prevenção do câncer de colo uterino, utilizando de apresentações teatrais, palestras, distribuição de folders, além de informações dialogadas com as mulheres; Capacitar os estudantes da ASCES para a prática laboratorial citopatológica, realizando coleta de material da cérvice uterina em mulheres sexualmente ativas, além de processar o material coletado, seguindo normas padronizadas de registro, coloração, análise, emissão de laudos, arquivo e controle de qualidade; Desenvolver projetos de pesquisa utilizando dados do serviço de prevenção de câncer de colo uterino da ASCES, seguindo normas do comitê de ética em pesquisa.

 

Projeto

21. PREVENÇÃO E DETECÇÃO DE DOENÇAS INFECTOCONTAGIOSAS E PARASITÁRIAS

Coordenador (a)

Professor Responsável: Risonildo Pereira Cordeiro

Ayla Maritcha Alves Silva

Atividades realizadas

Aprimorar os conhecimentos epidemiológicos no âmbito da parasitologia e inserir os profissionais de Saúde (estudantes) dentro do contexto social de nossa região.  Fornecer  um embasamento científico sobre as patologias parasitológicas  mais correntes na população, bem como possibilitar uma visão holística e preventiva  dos aspectos epidemiológicos. Alem de oportunizar a população a identificação de possíveis parasitoses e o encaminhamento para tratamento.  Realização de ações educativas frente aos profissionais mais diversas áreas de atuação  da rede publica Estadual e Municipal  e a  população. Objetivos Específicos:  Identificar em comunidades  carentes  focos de doenças infecciosas e parasitárias; Orientar e preparar os profissionais da rede publicapara a tomada de ações preventivas. Realizar diagnósticos e elaborar  estratégias  de educação para a população;  Viabilizar palestras sobre as formas de disseminação das parasitoses e os riscos dos maus hábitos;  Fornecer noções de higiene como profilaxia para diversas patologias transmissíveis , como forma de prevenção;    Ofertar as populações plantas medicinais com atividade antiparasitária e  orientar   quanto ao uso  para  tratamento de  verminoses .

 

Projeto

22. PREVENÇÃO E DIAGNÓSTICO DE MICOSES

Coordenador (a)

Professor Responsável: Djair de Lima Ferreira Junior

Atividades realizadas

Aproximar os graduandos dos cursos de Biomedicina e Farmácia com a área de conhecimento Micologia, proporcionando-lhes conhecimento básico nesta área. Objetivos Específicos: Selecionar anualmente alunos que estejam interessados nesta área de conhecimento;Implantar serviço de diagnóstico de micoses superficiais destinado à comunidade interna e externa; Realizar visitas periódicas a creches, comunidades carentes e possivelmente presídios; Elaborar ações educativas por meio de cartazes e folders, em linguagem acessível à comunidade alvo; Realizar análise estatística com os dados obtidos a fim de informar à secretaria municipal de saúde os casos diagnosticados nas comunidades de baixa renda.

 

Projeto

23. SAÚDE BUCAL HOSPITALAR

(multidisciplinar: odontologia e enfermagem)

Coordenador (a)

Professor Responsável:

ANGÉLLICA LEITE E LIDIANE MARINHO

Descrição

O projeto busca oferecer assistência em saúde bucal aos pacientes internados em UTIs através de exame clínico, anamnese, exame físico e plano de tratamento. Durante a permanência na UTI há a avaliação da condição bucal, hidratação da boca e dos lábios com saliva artificial, úlceras são limpas com soro e tratadas, orientação para a equipe de enfermagem quanto às medidas de higienização bucal determinando métodos e freqüência. Após a alta, os pacientes e familiares são orientados quanto a importância e métodos de higiene bucal e quando necessário a continuidade do tratamento odontológico. O grupo também oferece assistência em enfermarias com puérperas realizando promoção em saúde, com orientações sobre cuidados de higiene bucal da mãe e do bebê, enfatizando a importância do aleitamento materno.

 

Projeto

24.  SAÚDE E SEXUALIDADE NAS ESCOLAS

Coordenador

Profª. CÍNTIA DE CARVALHO SILVA

Atividades realizadas

Promover educação em saúde e melhorar o conhecimento do adolescente, de escolas municipais e estaduais de Caruaru – PE, sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), assim como suas formas de prevenção, constituindo-se em ações de promoção à saúde, com abordagem científica relacionada à sexualidade nas etapas de vida, adolescência, adulta jovem, adulta e idosa. Isso com o intuito de propagar a promoção à saúde e prevenção de doenças ligadas à sexualidade, na tentativa de reduzir os números de adolescentes que se contaminam durante práticas sexuais sem proteção, como também, sua conscientização em relação à prevenção e ao tema sexualidade nas etapas da vida.

 

Projeto

25. SAÚDE EM MOVIMENTO: GINÁSTICA LABORAL

Coordenador (a)

Professor Responsável: Simone Monte

Atividades realizadas

Realizado através de estudantes do curso de Fisioterapia, o projeto promove uma sequência de atividades físicas chamada de ginástica laboral com os funcionários da Faculdade Asces em seus postos de trabalho. Trata-se de uma série de exercícios de alongamento específico para trabalhadores, oferecendo benefícios como a redução da dor, da tensão muscular e preparando o músculo para o trabalho. Dessa forma, o empregado produz mais e com maior motivação, chegando a reduzir o número de faltas no ambiente profissional.

 

Projeto

26. SEMEANDO SABERES

(multidisciplinar: odontologia, nutrição e engenharia ambiental)

Coordenador (a)

Professor Responsável: Grasielle Fretta e Ligia Maria Oliveira e Renata de vasconcelos

Descrição

O projeto propõe construir uma cultura de alimentação saudável, acessível, consciente e sustentável com os alunos na faixa etária de 7 a 14 anos, das escolas municipais de Caruaru através da construção de hortas comunitárias escolares. A horta escolar propicia habilidades e conhecimentos que permitem as crianças aprender a plantar, selecionar o que plantar, planejar o que plantou, transportar as mudas, regar, cuidar, colher, decidir o que fazer do que colheu e, a partir daí, alterar sensivelmente sua relação com o ambiente escolar e da comunidade, com a sustentabilidade do planeta e com a valorização das relações com a sua e com outras espécies.

 

Projeto

27. BADMINTON

Coordenador (a)

Professor Responsável: Marcos Tulio

Descrição

Incentivar a prática do esporte assegurando seu acesso e o desenvolvimento científico-tecnológico a ele inerente, impulsionando o desenvolvimento de talentos esportivos. O projeto ainda visa a disseminação da modalidade no Município de Caruaru e Região.

Asces-Unita
Associação Caruaruense de Ensino Superior e Técnico (Mantenedora)
Av. Portugal, 584, Bairro Universitário- Caruaru - PE – Brasil
E-mail:  asces@asces.edu.br
Central Telefônica: +55 (81) 2103.2000