Faculdade Asces
09/01/2017

30 jovens com menos de 30 para acompanhar em 2017

Aparecer na lista de “30 com menos de 30” da revista Forbes, que em 2017 aceitou apenas 4% dos indicados, não é pouca coisa. A ação que anualmente destaca líderes jovens em campos como tecnologia, música e ciências médicas, incluiu educação em 2013 e, desde então, as indicações subiram de 90, em 2014, para mais de 450 no ano passado.

O júri deste ano foi composto por Stacey Childress (presidente-executiva do fundo NewSchools), Arne Duncan (Sócio diretor da Emerson Collective e ex-secretário de Educação dos EUA), Wendy Kopp (Cofundadora da Teach for All) e Marcus Noel (Fundador do fundo Heart of Man). Na turma dos escolhidos de 2017, estão 44 integrantes de 20 e poucos anos que atacam de tudo um pouco, desde programação até ingresso ao ensino superior, bem como desníveis de oportunidades no ambiente educacional. Apesar dos talentos, projetos e históricos serem bastante amplos, agrupamos os escolhidos em grupos para ajudá-lo a conhecer melhor o grupo de 2017:

Organizações não-governamentais

As ONGs mais uma vez são responsáveis por grande parte do trabalho para tornar a educação acessível a todos os estudantes. A lista destaca Jirayut Latthivongskorn (27) e Denisse Rojas Marquez (27), cofundadores da Pre-Health Dreamers, uma organização que auxilia estudantes sem registro nos EUA a seguirem carreiras médicas.

A Forbes também cita Blair Brettschneider (27), que fundou a GirlForward, para oferecer educação, mentoria e oportunidades de liderança para meninas refugiadas, e Mendel Grinter (25), cujo grupo de advocacia Campaign for School Equity apoia a expansão de educação de qualidade para estudantes negros no estado do Tennessee ao engajar famílias e a comunidade na elaboração de políticas públicas.

A lista também apresenta a fundadora da Yoga Foster, Nicole Cardoza (27), cujas aulas de ioga e meditação já beneficiaram 20.000 estudantes em 39 estados. Evin Robinson e Jessica Santana, sócios da New York on Tech, também foram reconhecidos por seu trabalho de oferecer carreiras na tecnologia para jovens de baixa renda.

Ex-alunos da Teacher for America

Experiência em sala de aula não era um pré-requisito para a seleção, mas diversos jovens contam com essa experiência. Apesar de nenhum deles estar atualmente lecionando, a lista de 2017 trouxe diversos educadores da Teach for America. A lista inclui Ryan Hoch (29), um professor de matemática que, em 2013, foi um dos cofundadores da plataforma de preparação para o ensino superior Overgrad. A outra ex-TFA é Jenna Leahy (28), cofundadora da CASA Academy, que comanda uma escola no Arizona em que mais de 70% dos estudantes não têm inglês como primeira língua.

Também aparece a dupla da TFA Jacob Allen (28) e Marie Dandie (27), que fundaram a pilotED Schools, em Chicago, para “desenvolver fortes identidades de estudantes negros e pardos”. A Forbes também destacou mais um ex-professor da TFA, Hardy Farrow (26), que agora é diretor-executivo da Let’s Innovate through Education, e Jeffrey Martín (25), presidente-executivo da honorCode, cujo sócio, Dylan Stone-Miller (26) também aparece na lista.

Estudantes

Uma peculiaridade de 2017 foi a honraria dada a quem trabalha com educação por dentro do sistema: estudantes. Isso inclui o Cliff Weitzman (22), da Universidade de Brown e embaixador Google, que criou a Speechify para ajudar estudantes com dificuldades de leitura e outros transtornos. Iniciantes em Harvard, como Luke Heine (22) e Cole Scanlon (20), também foram lembrados após lançarem o Fair Opportunity Project, um guia gratuito para ajudar estudantes de baixa renda no processo de inscrição e na obtenção de financiamento, trazendo ainda temas como avaliações, entrevistas e bolsas de estudo.

Ferramentas

A Forbes mais uma vez tirou o chapéu para empreendedores que criam ferramentas para escolas e para inovadores em tecnologia educacional. Os primeiros são Jacobi Petrucciani (22), Prahasith Veluvolu (21) e Colton Voege (21), que juntos inventaram uma plataforma que usa inteligência artificial para avaliação e comentários chamada Mirmir. Sophia Parsa (25) e Shakib Zabihian (25), cofundadoras da ferramenta de tutoria sob demanda toot, também foram lembradas.

O inventor da BrainStation, Jason Field (27), foi listado por sua escola de programação baseada em ensino híbrido, que alcança 25.000 estudantes na Américas do Norte, Central e do Sul. Leandra Tejedor (25), cofundadora da Vidcode, aparece na lista por oferecer programação a estudantes através de meio de vídeos nas redes sociais (e até se associou ao Snapchat para ensinar usuários a fazer seus próprios filtros).

Connie Hu (27) e Joseph Schlesinger (27), da ArcBotics, também foram reconhecidos por seu trabalho na empresa de aulas de programação e robótica, que está presente em 78 países, além de universidades como Stanford e MIT.

Fundos

Ao lado de cada ideia e produtos inovadores está a necessidade de dinheiro. Dois integrantes da lista “30 com menos de 30? desse ano se encaixam nesse papel – e são um dos mais jovens a atuarem nesse ramo. Jeremy Fiance (25), do The House Fund, é um deles. Formado na Universidade da Califórnia em Berkeley, ele comanda um fundo de capital pré-semente e semente direcionado a empreendedores egressos da instituição de ensino, como estudantes, funcionários e ex-alunos. Joe Vazques (27) apoia empreendedores por meio de um programa de impacto social chamado Runway Incubator, que levou US$ 25.000 em investimento com participação em cinco empresas no último ano.

Outros integrantes da lista “30 com menos de 30? de 2017

– Gregory Brown (28) e Mitchell Moffit (28), criadores do AsapSCIENCE

– Louise Baigelman (29), cofundadora da Story Shares

– Rachel Romer Carlson (28) e Brittany Stich (28), cofundadoras da Guild Education

– Sieva Kozinsky (26) cofundadora da StudySoup

– Jonathan Gottfried 26) e Mike Swift (27), cofundadores da Major League Hacking

– Elijah Mayfield (27), vice-presidente de novas tecnologias na Turnitin

– Jordan Levy (24), Andrew Pohle (27) e Jack Schaufeld (24), cofundadores da Real Time Cases

– Shanyn Ronis (29), fundador da Education Global Access Program

– Jeff Sorensen (27), fundador do optiMize

– Alec Whitters (29), presidente-executivo da Higher Learning Technologies

 

Fonte: PORVIR

Asces-Unita
Associação Caruaruense de Ensino Superior e Técnico (Mantenedora)
Av. Portugal, 584, Bairro Universitário- Caruaru - PE – Brasil
E-mail:  asces@asces.edu.br
Central Telefônica: +55 (81) 2103.2000