A REVISTA DA FACULDADE DE DIREITO DE CARUARU/ASCES é uma publicação semestral que busca estabelecer um importante espaço na divulgação de artigos científicos de excelência acadêmica, voltados à análise dos múltiplos aspectos que envolvem o fenômeno jurídico. É, por isso, uma revista plural e interdisciplinar.

A revista também conta com o predicado da tradição, sendo editada no formato desde 1960 no formato impresso. Porém, a partir de 2010, ela assumirá o formato digital, o que reflete a preocupação em socializar o seu conteúdo não apenas para público nacional, mas, também, para o público internacional.

Outra novidade digna de registro é que, para cada edição digital, haverá uma capa com a gravura de uma obra de arte desenvolvida por artistas locais. Dessa maneira, por reconhecer seu valor e significado, a Instituição cria um significativo meio de divulgação da produção cultural regional.   

É relevante registrar que as edições anteriores da revista passarão por um processo de digitalização, cujo principal objetivo é resgatar e manter vivas as inúmeras  contribuições científicas que a tornaram uma das mais respeitadas publicações institucionais do Norte e Nordeste.  Essa tarefa é, sobretudo, um compromisso com a própria memória da Faculdade de Direito/ASCES.

Mantendo as diretrizes anteriores, serão aceitos para publicação artigos inéditos, resenhas e análises de decisões judiciais. Publica também, em reedição, trabalhos relevantes que se caracterizem como fundamentais à área, desde que, para tanto, haja autorização expressa do editor da publicação original. Os artigos ou trabalhos serão avaliados por pareceristas externos à Instituição, seguindo o sistema double blind review, isto é, o autor não saberá quem serão os avaliadores do seu trabalho, nem estes saberão o nome do autor.  As contribuições poderão ser redigidas em português, inglês, francês, italiano ou espanhol.

Esta revista proporciona acesso público a todo seu conteúdo, seguindo o princípio que tornar gratuito o acesso a pesquisas gera um maior intercâmbio global, contribuindo para a democratização de conhecimentos.